Café solúvel: Qual é a diferença para o café comum?

O café instantâneo ou café solúvel, exite desde o começo dos anos 1900, mas cresceu em popularidade como parte das rações dos soldados em tempo de guerra. Ele resultado do que acontece quando se prepara o café normalmente, então se remove toda a água do produto finalizado, deixando para trás os solúveis extraídos, em uma espécie de forma cristalina.

Este processo é mais comumente atingido pela liofilização, que remove a água do preparo finalizado, usando uma combinação de evaporação, tecnologia a vácuo, e congelamento instantâneo. Quando reintroduzida a água, os cristais dissolvem novamente, criando o líquido de cafeína para consumo.
café solúvel pote e colher

Diferenças entre Café Comum e Café Solúvel

O café instantâneo é mais fraco em cafeína do que o café fresco. E isso não é real para todas as marcas, mas ao ler os rótulos, é possível encontrar o café instantâneo com tão pouco quanto 27 mg de cafeína por porção. A porção é normalmente de 1 colher de chá. Uma xícara de café fresco genérico tem um mínimo de 95 mg de cafeína.

O café tem uma série de benefícios para saúde. Várias pessoas se perguntam se isso também é válido para o café instantâneo. Os estudos que incluíram o café solúvel, bem como os poucos que se focaram nele exclusivamente, sugerem que também é bom para consumo.

Os benefícios para saúde do café vem principalmente de seus antioxidantes, e os cafés instantâneos parecem ser carregados com eles, apesar da secagem adicional que sofrem.

De acordo com um artigo de 2012, publicado em Food Chemistry, a maneira que o café solúvel é produzido concentra alguns compostos antioxidantes, incluindo fenóis e flavonoides, resultando em um “conteúdo maior destas substâncias quando comparado com outros tipos de café”.

Como Surgiu o Café Solúvel

O desejo de fazer café de forma instantânea por simplesmente misturar um líquido ou concentrado seco com água quente remonta a centenas de anos. A versão mais antiga documentada do café instantâneo foi desenvolvida na Grã-Bretanha em 1771.

O primeiro produto americano foi desenvolvido em 1853, e uma versão experimental, na forma de bolo, foi testada durante a Guerra Civil. Em 1901, a primeira técnica de sucesso para fabricação de um produto em pó estável foi inventada no Japão, por Sartori Kato, que usou um processo que ele tinha desenvolvido para fazer chá instantâneo.

5 anos depois, George Constant Washington, um químico britânico vivendo na Guatemala, desenvolveu o primeiro processo comercialmente bem sucedido para fazer café instantâneo.

A invenção de Washington, comercializada como Red E Coffee, dominou o mercado do café instantâneo nos Estados Unidos por 30 anos, começando por volta de 1910. Durante a década de 1930, a indústria de café brasileira incentivava a pesquisa sobre café instantâneo como uma maneira de preservar sua grande produção de café em excesso.

A empresa Nestlé trabalhou neste esforço e começou a fabricar Nescafé em 1938, usando um processo de extrato de café de co-secagem, junto com uma quantidade igual de carboidratos solúveis.

O café instantâneo era extremamente popular com os soldados americanos durante a Segunda Guerra Mundial; em um ano, a produção inteira da planta de Nescafé norte-americano, foi exclusivamente para os militares.
cafe instataneo soluvel na segunda guerra mundial
Em 1950, os pesquisadores Borden tinham inventado métodos para fazer extrato puro de café sem o componente adicional de carboidrato. Esta melhoria impulsionou o uso de café instantâneo de uma a cada 16 xícaras de café consumido domesticamente em 1946, para uma em cada 4 xícaras em 1954.

Em 1963, Maxwell House começou a comercializar grânulos liofilizados, que reconstituía em uma bebida que tinha sabor mais como café preparado fresco. Durante os próximos 5 anos, todos os principais fabricantes introduziram versões liofilizadas, e em meados da década de 1980, 40% do café instantâneo usado nos Estados Unidos era liofilizado.
cafe instantâneo solúvel em uma caneca

Como Preparar Café Instantâneo?

É usada 1 xícara de água quente, em torno de 237 mililitros. E de 1 a 2 colheres de chá do café instantâneo, e de 1 a 2 colheres de chá de açúcar, sendo este ingrediente opcional. Mais ingredientes, leite ou creme, cacau, especiarias, ou extrato de baunilha, também são opcionais.

Pouco antes de a água começar a ferver, retire da fonte de calor e despeje na xícara que já contém o café, açúcar e especiarias desejadas. Será necessário em torno de 1 xícara de água quente.

Fonte: SeriouSeats, Madehow, BerkeleyWellness, LiveStrong e WikiHow.

Seu comentário é importante!